quarta-feira, 23 de maio de 2012

JOÃO PEDRO O DEVASSO: LENDA OU REALIDADE

O que vou contar hoje aqui pra vocês me aconteceu a uns 8 anos atrás.Logo quando eu e minha família viemos morar onde hoje moramos.Eu estava terminando a 7ª série, e era umas 13:30 da tarde quando eu estava me arrumando pra ir a escola pra saber se ficava de ferias oi se ia ficar para recuperação.
Bem como estava descrevendo, eu estava terminando de me arrumar quando ouvi vozes atrás da casa que moro, moro em um apartamento e nos fundos que dá pra uma rua atrás tem uma oficina decromagem e nela se trabalha muitos homens, na época era no mês de janeiro e fazia um pouco de frio, aí quando eu ouvi as vozes corri pra janela pra ver se tinha algum homem tomando banho ou fazendo xixi, pois nessa oficina tinha um banheiro a céu aberto que ficava de frente a janela de minha casa, e às vezes quando abríamos ela, sempre nos deparávamos com homens fazendo suas necessidade fisiológicas ou tomando banho.
E vi uns dois rapazes conversando com uns dois senhores, conversavam muito alegres enquanto trabalhavam, depois saiu os dois homens mais velhos e um dos rapazes ficando só um apenas, e esse estava perto da janela batendo em um metal e tentando serrar ou coisa parecida, ele estava com um boné branco virado pra trás na cabeça, estava sem camisa e vestia apenas uma calça jeans azul muito suja até.
E ele parecia muito feliz, pois não parava de cantar, acho que na época que aconteceu isso ele deveria ter uns 26 anos, ele era moreno, forte e usava uma barba serrada, tinha os peitos fortes e peludos.Acho até que ele era forte devido o trabalho, em um certo ponto, em que ele trabalhava e eu ficava a espiá-lo ele acabou percebendo, e quando ele me viu perguntou o que eu queria e eu falei que nada, e fechei a janela e fui pra escola.
Quando voltei, já era quase umas 17:35 e ouvi ele novamente cantando perto da janela, e corri abri e fui ver se era ele mesmo, e quando abri a janela, ele estava completamente nu, estava tomando banho, e pude ficar olhando pra ele e contemplá-lo melhor, e agora posso concluir a descrição de seu belo corpo.Ele como estava sem nenhuma peça de roupa vi que ele era careca, acho até que raspava a cabeça, e isso achei muito sexy.De repente ele olha pra cima e me ver novamente, e pude ver melhor a cor dos seus olhos, era meio esverdeado, sua boca era grande e carnuda e ele voltou a me perguntar o que eu queria.
Aí eu criei coragem e pedi na cara de pau, para ele bater uma punheta, fiz um gesto com a mão e ele ficou rindo e me perguntou se eu gostava e respondi que sim, é claro, aí ele disse que eu não saísse, pois ele iria voltar e saiu.Demorou um pouco.Eu pensei até que ele tinha ido chamar alguém e fui pra uma outra janela e quando olhei ele estava se vestindo, já tinha vestido uma outra calça limpa, colocado o boné novamente na cabeça e terminava de passar o desodorante debaixo dos braços e ele veio e começou a assobiar, pois ele pensou que eu tinha ido embora e ficou me chamando de loirinho e eu voltei pra outra janela.
Ele já estava lá novamente e me perguntou se eu gostava de uma rola e repeti que sim enquanto ele acendia um cigarro, ai eu perguntei se ele ia bater a punheta pra mim e ele disse que sim com um gesto de cabeça, então ele abriu o zíper da calça e fez xixi ali mesmo na minha frente, e depois ficou alisando o seu cacete que começou a crescer na sua mão, e ficou enorme, era um pau muito gostoso e muito lindo, era grande todo grosso e tinha uma cabeça enorme e no tronco tinha umas veias e era grosso do começo do cacete até o fim, e ele seguiu batendo a punheta pra mim e ficou um tempo recuado perto do banheiro se masturbando pra mim e eu amando vê-lo se masturbar pra mim e ele me pedia pra ver se não vinha ninguém e dizia que eu olhasse até que de repente vi que ele começava a ficar próximo do orgasmo, pois seus olhos se encham de lágrimas ele fazia um biquinho com sua boca carnuda que até hoje nunca conseguir esquecer de sua boca, até que ele gozou, foi muita gala que saiu de dentro do cacete dele, parecia que não parava de gozar, detalhe nesse local também tinha umas galinhas, acho que era do dono e quando elas viram aquilo enchendo uma poça voaram todas pra cima de sua gala e bicavam todo o seu gozo até que ele começou a espantá-las e ainda batia a punheta mesmo depois de ter parado de gozar, seu pau continuava duro feito umas estaca tava a cabeça toda melada daquele liquido meio esbranquiçado e estava completamente vermelho sua glande, aparecia um morango de tão vermelho que tinha ficado, depois ele ainda gozou novamente fazendo a mesma cara de tesão, aí ele balançou seu cacete tirou ainda um pouco de seu gozo com um de seus dedos e limpou, depois colocou-o dentro da cueca e da calça e saiu dizendo que tinha gostado.
Ele depois ainda voltou e me perguntou se eu morava no prédio e eu disse que sim, aí ele foi embora e eu fechei a janela.e fiquei pensando naquele cara que tinha se masturbado pra mim,até sonhei com ele,no sonho eu chupava seu cacete e fazia ele gemer muito e quando ele gozava na minha boca eu tomava todo o seu leite e depois sentava no seu pau e era fodido por ele gostosamente,bem quando acordei no dia seguinte,a primeira coisa que fiz foi olhar por uma das janelas se ele estava lá e fui pra outra quando vi que ele estava e voltei a chamá-lo.
E ele veio ao meu chamado e me perguntou novamente o que eu queria e eu disse que queria saber o nome dele e me disse que era João Pedro, e me perguntou o meu e eu disse, e contei pra ele do sonho que tivera na noite anterior com ele, e ele começou a pegar no pau de novo e colocou pra fora e enquanto eu contava pra ele do sonho ele batia uma punheta pra mim até gozar de novo abundantemente como no dia anterior, só que depois dessa gozada ele colocou seu pau pra dentro, pois vinha gente e ele saiu.
Depois eu ainda conversei com ele na hora do almoço antes de eu ir almoçar, pois eu almoçava na casa de uma tia minha por que minha mãe trabalha e eu e minha irmã sempre íamos almoçar lá, e antes de eu ir pro almoço fiquei conversando com ele enquanto ele se regalava com sua marmita e me perguntava se eu queria almoçar com ele e eu respondi dizendo que não, ele me parecia ser um cara legal,e nisso eu comecei a gostar de seu jeito,depois de nossa conversa fui almoçar e passei a tarde na escola,pois havia ficado de recuperação,(risos).
Quando voltei no mesmo horário do dia anterior ele estava tomando banho no mesmo lugar e quando me viu pensou que eu tinha o abandonado eu respondi que não e ele me perguntou pra onde eu havia ido e respondi-lhe que tinha ido pra escola e me perguntou que serie eu estava e onde eu estudava, ele conversava comigo como se me conhecesse a muito tempo,nesses 2 dias de amizade nós já tínhamos uma intimidade muito grande,ele já ficava sem roupa na minha frente sem nem ligar,certo que de primeira ele também nem ligou,(risos) e se masturbou novamente pra mim e quando terminou de gozar me perguntou se eu estava sozinho e eu disse que sim e me falou que vinha na minha casa,que agora queria que eu chupasse seu pau e fizesse com ele o que eu tinha sonhado e eu fiquei dizendo que ele não viesse que minha mães já estava chegando do trabalho e fiquei com medo,por que ele disse que não queria nem saber que iria vir mesmo.
Aí ele saiu dizendo que vinha pra minha casa, só que nunca veio, até hoje espero ele, já tive vários sonhos com ele, fiz invenções pra meus amigos dizendo que eu namorava ele, e até me prejudiquei com isso, por que ninguém o conhecia e eu acabei me passando por mentiroso até hoje sofro por causa dele, pois não sei se ele era real ou se foi imaginação de minha cabeça como todo mundo disse e diz. Ou se foi verdade, pra mim tudo que aconteceu foi verdadeiro, queria muito que ele voltasse e que eu conseguisse provar pra todos que ainda hoje duvidam de mim que realmente eu conheci um cara, moreno, alto, forte, peludo, e com a cabeça raspada, de barba serrada e de olhos esverdeados e chamado João Pedro.

#Direitos autorais reservados. Proibidas sua reprodução, total ou parcial,bem como sua cessão a terceiros, exceto com autorização formal do autor.Lei 5988 de 1973#
Ass.:™Boy Safadinho



Nenhum comentário:

Postar um comentário